Brasileiro recebe premiação da ONU ao criar um aplicativo que facilita inclusão social.


Um aplicativo criado por um pernambucano foi premiado pela Organização das Nações Unidas (ONU). Com o programa instalado em um tablet, pessoas que não conseguem se comunicar por causa de uma doença ou deficiência podem se expressar tocando em figuras, textos e vídeos. A ferramenta foi configurada pelo analista de sistema Carlos Pereira para ajudar a própria filha e agora ganhou o mundo.

O programa foi criado após quatro anos de trabalho intenso. Na premiação da ONU, o Livox disputou na área tecnologias móveis que impactam a vida das pessoas. O aplicativo derrotou 20 mil concorrentes de 178 países e foi consagrado o melhor aplicativo de inclusão. O primeiro lugar veio na fase final, que ocorreu no início do mês, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos.

 “Agora eu estou indo para a Coreia do Sul e logo após para o Japão para um evento do Banco Interamericano de Desenvolvimento e, se Deus permitir, nós já estamos preparando o Livox para a internacionalização e entrada em novos mercados", afirma Carlos Pereira.

Atualmente, o software só é disponibilizado aqui no Brasil. Cerca de dez mil pessoas usam o aplicativo, mas o número poderia ser bem mais superior. "Existem quinze milhões de brasileiros que necessitam dessa tecnologia. São pessoas com paralisia cerebral, sequelas de derrame, autismo, esclerose lateral amiotrófica. Portanto, nosso desejo, nosso maior sonho é que mais e mais pessoas com deficiência ou com doenças possam ter acesso ao Livox", conclui o analista de sistema.



Via: G1.Globo.Com/PE
Share on Google Plus

About Maiky Bezerra

0 comentários:

Postar um comentário

Comente aqui a sua opinião sobre a matéria ou sobre o Blog: