Caminhão achado queimado em Venturosa era de caminhoneiro encontrado morto em Garanhuns


Um cadáver ainda não identificado de um homem entre aproximadamente 55 e 60 anos foi encontrado na manhã desde domingo(18) às margens da BR-423 no sítio mimosinho, zona rural de Garanhuns. Segundo a Polícia Civil, o corpo não apresentava perfurações, mas há sinais de que a vítima pode ter morrido em consequência de uma briga atingido por pancadas na cabeça. O IML em Caruaru foi acionado fez a remoção para sua sede afim de realizar a necropsia e possível identificação do corpo que estava sem a bermuda.

          Só nesta terça (20), no IML – Instituto Médico Legal, no Recife, o irmão fez o reconhecimento do corpo de Rogério Inácio da Silva, caminhoneiro, 57 anos. Rogério era mineiro e o seu ultimo contato com a família ocorreu na terça-feira(13), quando falou por telefone com a esposa.

A suspeita é que o caminhoneiro tenha desaparecido enquanto fazia entregas pelo interior do estado. No dia seguinte ao último contato com a família, foram iniciadas as buscas, que duraram seis dias. A família espalhou vários cartazes com a foto de Rogério Inácio. O corpo foi encontrado na Zona Rural de Garanhuns e o caminhão foi localizado com a cabine incendiada aqui, na Zona Rural de Venturosa.

De acordo com a polícia, a carga foi roubada, o que reforça a possibilidade de latrocínio. Os parentes da vítima informaram que ele transportava material de limpeza e de construção. As entregas seriam feitas em cidades do Agreste.

O corpo de Rogério Inácio da Silva vai ser levado pela família para Belo Horizonte, onde o caminhoneiro será enterrado. A matéria foi destaque na Rede Globo Minas.

 
Para assistir a matéria, clique aqui.



Fonte: G1



Share on Google Plus

About Wellingthon Galindo

0 comentários:

Postar um comentário

Comente aqui a sua opinião sobre a matéria ou sobre o Blog: