Consciência: Ingênua x Crítica


Qual o seu perfil com relação a sua consciência? Você se considera ingênuo ou crítico? Leia o artigo e reflita sobre o assunto.



O ser humano é um ser racional que pensa e por sua vez age conforme manda os seus ideais, que está relacionado ao seu tipo de consciência desenvolvida, que pode ser definida em dois tipos distintos: “consciência ingênua” e “consciência crítica”. Ambas distinguem-se por diversos fatores, que as tornam totalmente opostas.
        O “ingênuo” tende a não se aprofundar na causalidade do próprio fato, a prendesse ao passado, a aceitar formas de comportamentos massificados, a ser impermeável às investigações, a ignorar as concepções científicas, a demonstrar fragilidade nas discussões dos problemas, a ser polêmico sem pretensão de esclarecimento, a ter um forte conteúdo passional e a não acreditar na mutação da realidade.
          Já o “crítico” não se satisfaz com as aparências, reconhece que a realidade está em constante transformação, é bastante cauteloso quanto às descobertas, não se deixa levar pela aparência, busca princípios autênticos de causalidade e está sempre disposto a revisão.
          Ao compararmos os dois tipos de consciências, percebemos claramente que a distinção das mesmas está no ato de agir e pensar, nos levando a crer que o indivíduo que foi bem orientado a questionar, buscar respostas, a não se conformar com simples explicações, tende a desenvolver uma “consciência crítica” tendo uma grande vantagem, pois se torna uma pessoa que ama o diálogo, que está sempre disposta a revisar, a se libertar dos preconceitos, reconhece que a realidade está em constante mutação e busca aprender com o novo. Enquanto, o “ingênuo” acha ser o dono da verdade, portanto crer que a realidade está estática e com isso recusa-se a aprender o novo. 


Share on Google Plus

About Venturosa Trezentos

0 comentários:

Postar um comentário

Comente aqui a sua opinião sobre a matéria ou sobre o Blog: